Saiba mais sobre a instabilidade no ombro

Dicas para manter a postura correta no trabalho
7 de novembro de 2019
Cuidados com a saúde no verão
17 de dezembro de 2019

A instabilidade ou luxação recidivante do ombro ocorre geralmente em decorrência de uma lesão ligamentar após um trauma ou microtraumas de repetição.

O Dr. Henrique Pellacani Fernandes Soutello, especialista em ombro do Centro Ortopédico Paulistano (COP), acrescenta que a hiperfrouxidão dos ligamentos também pode levar à perda parcial ou total da estabilidade da articulação.

Normalmente, as pessoas que sofrem desse problema se queixam de dores e mau funcionamento do ombro, além de luxações ou subluxações frequentes, que acontecem após esforços ou até mesmo atividades habituais do dia a dia.

O diagnóstico é feito por meio do histórico clínico do paciente e também por exames físicos e de imagens, principalmente a ressonância magnética.  “A radiografia e a tomografia computadorizada ajudam a detectar possíveis lesões ósseas, comuns em casos crônicos”, afirma o Dr. Henrique.

O tratamento é indicado de acordo com o tipo de instabilidade e varia desde reabilitação, com fortalecimento muscular e tensionamento capsulo-ligamentar, até o tratamento cirúrgico.

Para saber mais sobre instabilidade no ombro, agende uma consulta no COP.

Fonte: Comunica – Assessoria em Comunicação

//]]>