Problemas ortopédicos têm dores intensificadas no inverno

Joelheira: usar ou não durante a prática esportiva?
12 de julho de 2019
Fraturas no ombro – saiba mais sobre as fraturas na escápula
30 de julho de 2019

O inverno começou há um mês, e as baixas temperaturas vêm se intensificando nos últimos dias.

O tempo seco, em conjunto com a poluição, faz com que algumas doenças sejam agravadas, como as alergias respiratórias, a pele ressecada e até mesmo os problemas ortopédicos.

O Dr. Maurício de Moraes, do Centro Ortopédico Paulistano (COP), especialista em quadril, explica que o frio proporciona o aumento dos sintomas decorrentes das patologias ortopédicas e, por isso, as queixas de dores aumentam nesta época do ano.

A lombalgia (dor na parte inferior das costas) é uma das condições agravadas com o inverno, pois o frio pode provocar a contração muscular e a inflamação dos nervos. “As dores de artrites e artroses, em geral, também pioram no inverno por causa da rigidez articular”, explica o Dr. Maurício.

No entanto, algumas medidas simples podem minimizar essas dores intensas causadas pelas baixas temperaturas. “As principais dicas são realizar atividades físicas que proporcionam uma proteção muscular, manter-se aquecido com roupas adequadas e evitar choques térmicos”, recomenda o especialista.

O ortopedista também aconselha não ficar sentado, na mesma posição, por mais de 50 minutos. “Levantar por três a quatro minutos a cada 50 minutos é uma das formas de poupar a coluna”.

O Dr. Maurício acrescenta que o tratamento inicial, no caso de agravamento do quadro, inclui repouso relativo, calor local por cinco minutos, de duas a três vezes ao dia, uso de analgésicos e, principalmente, a consulta ao ortopedista, que orientará o paciente conforme o caso.

Está sofrendo com dores no inverno? Entre em contato com o COP!

Fonte: Comunica – Assessoria em Comunicação

//]]>