Atividade física pode aumentar efeitos da vacina contra a Covid

Salto alto nas festas de fim de ano: saiba como evitar problemas ortopédicos
22 de dezembro de 2021
Epicondilite lateral: conheça os sintomas, as causas e os tratamentos
20 de janeiro de 2022
atividade física e vacina

Atividade física aumenta efeitos da vacina contra Covid-19

Os benefícios de ter uma vida ativa e praticar atividades físicas regularmente, por exemplo, a prevenção de doenças e o bem-estar mental, já são conhecidos.

Mas agora os adeptos dos exercícios físicos podem comemorar mais uma vantagem: a defensa contra a Covid-19.

É o que diz uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP).

De acordo com os pesquisadores, a prática de atividade física pode aumentar e manter por mais tempo os anticorpos de quem se vacinou contra o novo coronavírus.

O estudo foi realizado com mais de mil voluntários com sistema imunológico comprometido.

Para obter esse resultado, o estudo concluiu que são necessárias pelo menos duas horas e meia por semana de exercícios e não passar mais de oito horas por dia deitado ou sentado.

Nesses casos, as chances de apresentar anticorpos após a vacinação aumentam em até 40% em comparação àqueles que não praticam o mínimo recomendado de atividade física.

No que diz respeito à persistência dos anticorpos seis meses após a vacinação, a vantagem ante os sedentários alcança 50%.

Apesar de o estudo ter sido feito com pessoas que receberam a Coronavac, a hipótese é de que o benefício no sistema imunológico também ocorra com outras vacinas contra a Covid-19.

Como iniciar a prática de atividade física?

Para o Dr. Samuel Cho, ortopedista do Centro Ortopédico Paulistano (COP), é possível praticar atividade física de forma segura até mesmo dentro de casa e aumentar os efeitos da vacina.

“Para iniciar, podem ser, por exemplo, cinco minutos diários e ir aumentando gradativamente até chegar a pelo menos meia hora por dia”, explica o especialista.

“No entanto, aqueles que estão parados há muito tempo ou não praticavam atividade física devem iniciar de maneira leve e orientada para evitar a sobrecarga nos joelhos”, alerta o ortopedista do COP.

Para mais informações sobre a retomada segura da atividade física, entre em contato com um dos especialistas do COP.

Fonte: Comunica – Assessoria em Comunicação

//]]>